Um Sublime Peregrino

"É indispensável manter o Espiritismo, qual foi entregue pelos Mensageiros Divinos a Allan Kardec, sem compromissos políticos, sem profissionalismo religioso, sem personalismos deprimentes, sem pruridos de conquista a poderes terrestres transitórios." Bezerra de Menezes (Mensagem "Unificação", psicografia de Francisco Cândido Xavier - Reformador, agosto 2001)

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

A obsessão de minha mãe


Depois do desencarne do meu irmão, minha mãe literalmente enlouqueceu. Era uma manhã de segunda-feira, também não me recordo a data, mas lembro exatamente o horário, 5 horas da manhã,e o dia estava amanhecendo, quando acordei com meu irmão mais novo ( Paulo Marcelo), dizendo que mainha estava na calçada pedindo flores.
Realmente a cena que vou descrever faz parte da minha memória infantil, que ficou registrada, porque marcou muito a minha vida, por ser a minha mãe. No momento éramos duas crianças uma de 4 e 5 anos, achando que tudo era brincadeira. Minha mãe estava sentada no meio da rua, (felizmente era uma rua calma de pouco movimento) em uma cadeira com uma toalha branca na cabeça e dizendo que era santa. Nós dois corríamos pelos jardins das outras casas colhendo flores e enfeitando nossa mãe. Não sei por quanto tempo ficamos assim os dois, lembro de alguém gritando que ela estava louca, acho que minha irmã Celeste mais velha que nós, e os outros irmão apareceram e depois meu irmão mais velho (hoje desencarnado).
Tentaram de tudo para que minha mãe voltasse a razão, porém sem efeito, quando alguém disse, que o jeito era interná-la. Ligaram para os médicos e minha mãe foi internada no hospital Colônia.
Tive medo da minha mãe, medo porque achava que estava louca e que poderia me atacar, nunca esqueci da visita que fiz no hospital, o medo que senti foi muito grande.
O que fizeram com minha mãe no hospital não tem nome, o tratamento para doentes mentais era muito cruel, minha mãe estava com a cabeça raspada, usando um roupão padrão do hospital, emagrecida e com olhar perdido (depois, mais velha, descobri que tudo era resultado dos choque eletricos para que ela voltasse a realidade). Porém, meus amigos, nada daquilo surtia efeito. Faltava a fé, faltava a orientação que nenhum de meus irmãos de sangue tinham e nem eu por ser muito criança ainda. Mas tudo na vida tem uma razão, nada é atoa, minha mãe tinha que passar por aquele processo de loucura (a obsessão). E assim, ela ficou lá até que um dia um senhor do grupo espirita Jesus de Nazaré, que fazia visitas aos domingos aos doentes da casa, viu minha mãe e percebeu como médium , que a sua loucura não era loucura, mas a influência de um espírito obsessor.
Para quem não sabe a obsessão é uma doença espiritual que deve ser tratada em um centro espirita e que a pessoa sofre influência de um obsessor (espírito desencarna que na maioria das vezes deseja atingir outra pessoa)
Este senhor a quem devemos agradecer sempre o Sr. Enésio ( que Deus o ilumine sempre aonde estiver) chamou meu irmão Marivaldo e mandou tirá-la dali, porque ela não tinha doença alguma e contou que minha mãe estava era obsediada e precisava ir ao grupo para se curar, ficando ali ela jamais voltaria e avisou que se ela continuasse por mais tempo naquele lugar, ela poderia realmente enloquecer e nunca mais voltar ao normal.
Meu irmão graças a Deus acreditou naquelas palavras e no mesmo dia retirou nossa mãe daquele lugar, e depois ele mesmo a levou ao centro Jesus de Nazaré, e meus amigos, minha mãe saiu nesta mesma noite curada, com alguns traumas, porém curada graças a Deus.
Acredito que todo este processo nada mais foi do que colocá-la em contato com o espiritismo, para que assim todos nós da família procurássemos conhecer a doutrina, infelizmente apenas eu milito no espiritismo, mas a semente com certeza esta plantada no coração dos meus outros irmãos.
Muita paz!

2 comentários:

  1. a minha mae é louca,sadica e a vida inteira foi alcoolatra e me bateu,hoje tenho 38 anos e estou com cancer e tive que voltar a morar com ela depois de 15 anos longe,não queria que meu filho tivesse que conviver nesse ambiente,louco,pesado,nao sinto amor pela minha mae,como ela tb nao sente nem por mim,nem por ninguem a nao ser ela mesma...Queria poder interna-la,seria um alivio...

    ResponderExcluir
  2. Estou orando por vc... jesus te abençoe

    ResponderExcluir

Um Sublime Peregrino

Um Sublime Peregrino