Um Sublime Peregrino

"É indispensável manter o Espiritismo, qual foi entregue pelos Mensageiros Divinos a Allan Kardec, sem compromissos políticos, sem profissionalismo religioso, sem personalismos deprimentes, sem pruridos de conquista a poderes terrestres transitórios." Bezerra de Menezes (Mensagem "Unificação", psicografia de Francisco Cândido Xavier - Reformador, agosto 2001)

segunda-feira, 14 de setembro de 2009

Não perca o equilibrio


Meus irmãos estava meditando aqui sobre o equilíbrio, muitas vezes o perdemos quando na hora necessitamos mantê-lo, acabamos explodindo, falando palavras que com certeza nos arrependeremos depois. Isto geralmente ocorre, quando um ente querido é atingido seja por pessoas encarnadasa ou desencarnadas.

Certa vez, quando o meu filho mais velho, tinha apenas 3 anos de idade, e ele me acordou dizendo que tinha formiga na cama dele, eu o trouxe para nossa cama e esperei que adormecesse, no momento nada passou por minha cabeça, achei que eram alguma formiguinha mesmo, e como ele era alérgico a picada de inseto, achei melhor deixá-lo dormi comigo. Quando eu estava quase adormecida, ele gritou e me assustei, então percebi que ele estava tendo pesadelo, assim resolvi dá um passe, colocando minha mão na sua cabecinha e orando, em benefício do seu anjinho da guarda e dos seus protetores. Depois, disso ele adormeceu e eu quase dormindo, vi um espírito de uma garota, em pé, diante da nossa cama, meus ouvidos materiais não puderam registrar o que ela disse, mas eu sabia que falava do meu filho, assim, me senti como uma leoa quando algum predador ameaça sua cria e reagi violentamente, mostrando meus dentes para a entidade espiritual. essa minha reação me desequilibrou e eu perdi totalmente a visão material por alguns tempo e me debatendo em agonia, gritava pelo esposo adormecido que não ouvia meus gritos, porque não era meu físico que assim sentia, mas meu corpo espiritual que sofreu a agressão dessa irmã menos feliz. Quando comecei a orar e pedi perdão por não saber lidar com essa irmã, assim minha visão foi retornando e eu saí daquele estado letárgico de imobilidade e impotência, e estava tudo normal ao meu lado, meu filho dormia tranquilamente junto com meu esposo.

Portanto meus irmãos, em qualquer eventualidade da vida, não percam o equilíbrio, a serenidade . A raiva faz mal ao nosso espírito, devemos a todo momento dominar nossas reações emotivas. Não percam a calma nunca, isto é em todos os momentos da vida, assim nossa luz deve brilhar, demonstrando nossos atos, palavras e nosso amor por todos os semelhantes.

Aprendi com essa lição, que não devemos reagir com rancor, mágoa, ou pensamentos negativos, mesmo porque, quando enveredamos os caminhos da mediunidade, esses espíritos vêm testar a nossa paciência, nossa calma e equilíbrio.


Muita Paz!

5 comentários:

  1. Oi Mara
    Acredito que o equilibrio é algo processual em nossas vidas. À partir do momento que refletimos as nossas reações diante de uma situação que exigia de nós uma certa serenidade,um equilibrio, ele começa a processar e nos vimos adiante mais equilibrados diante de novas oportunidades.
    um grande beijo
    Juli...

    ResponderExcluir
  2. Amigos, venham conhecer o novo blog que estou inaugurando hoje, o link é:
    http://crescerdatrabalho.blogspot.com/

    Espero por vocês lá.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Olá Julimae, obrigada por comentar, sim eu acredito que o equilibro é um processo na nossa vida.

    Jeanne estou indo la agora, bjos e obrigada

    ResponderExcluir
  4. Mara ,realmente quanto maior é o nosso EQUILIBRIO menor serão os nossos PERIGOS.
    Esta estória sua mostra claramente a dificuldade que ainda temos ,mesmo que desdobrados em lidar com as ameaças ,o que é muito natural ainda para nós.
    Mas que bom que voce se deu por conta e tirou proveito da mesma ,com mais um aprendizado e tambem gostei do termo ,irmão mais fraco.
    bjs

    ResponderExcluir
  5. Obrigada Jr, por suas palavras de incentivo e muita paz

    ResponderExcluir

Um Sublime Peregrino

Um Sublime Peregrino