Um Sublime Peregrino

"É indispensável manter o Espiritismo, qual foi entregue pelos Mensageiros Divinos a Allan Kardec, sem compromissos políticos, sem profissionalismo religioso, sem personalismos deprimentes, sem pruridos de conquista a poderes terrestres transitórios." Bezerra de Menezes (Mensagem "Unificação", psicografia de Francisco Cândido Xavier - Reformador, agosto 2001)

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

MÚLTIPLAS ATIVIDADES




Constantemente, achamos pessoas indispostas e queixosas diante dos compromissos que assumiram espontaneamente, ou que tiveram que assumir, premidas pela necessidade.

Muitas delas, tornadas infelizes, passam a não fazer bem feito o que têm aos seus cuidados, sob mil alegações, tais como: "não ganho pra isso..."; "ninguém me dá valor..."; "estou estressado com tantas coisas..."; "enquanto me acabo, há outros que não fazem nada..." , e outras alegações que apenas ampliam dificuldades.

É verdade que vemos mães e pais de família sobrecarregados diante dos deveres domésticos que lhes pesam.

Os compromissos de cuidar do lar, da família e da profissão, ao mesmo tempo, provocam desgastes e cansaços, indiscutivelmente.

No entanto, partindo-se do princípio de que Deus não concede um fardo maior do que as forças de quem o vai conduzir, como estabelece a voz popular, constatamos que os aborrecimentos são injustificados.

Concebendo-se a perfeição das leis divinas em tudo, também esse rol de atividades e de lutas está sob o foco dessa divina perfeição.

Por outro lado, a adoção de reclamações e do mau humor permanente não solucionará os problemas, nem diminuirá os seus deveres à frente deles, antes, ampliará as torturas sob as quais alega viver.

Desse modo, se esse é o seu caso, procure em Deus a solução esperada.

Verifique se você não está trabalhando demais, cansando-se demais, em virtude de querer ter mais coisas, de desejar manter um nível de vida econômica e financeira melhor. Se for por isto, a reclamação é indevida. A situação só depende de você para ser resolvida.

Se você é compelido a essas múltiplas atividades, porque elas são vitais para o equilíbrio social da família, da sua vida, afinal; se não há modo de alterar esse quadro sem graves prejuízos para você e os seus, então, você está em meio a vicissitudes importantes para o seu reequilíbrio geral, perante as leis de Deus.

Se a sua jornada múltipla atende a necessidades intransponíveis, seja numa fase da sua vida ou seja durante toda a vida terrena, pense na importância disso para o seu reajustamento espiritual, pense na sementeira abençoada para o próximo futuro.

Veja, por outro lado, que você trabalha muito agora, sim, e censura os que nada ou muito pouco fazem, no campo dos seus conhecimentos. Avalie que a situação que essas pessoas vivem hoje em dia, de modo displicente, cria para elas a necessidade do reacerto com as leis eternas, no porvir. A diferença entre elas e você é que você já se encontra em franco processo de reajustamento, respondendo pela má utilização do tempo em épocas passadas.

Faça tudo com alegria íntima, porque você está em rota de libertação.

O que lhe dói não é o trabalho em si, pois o trabalho é lei de Deus. O que o atormenta é o preço do resgate, caracterizado pela indiferença do mundo para com a sua luta particular.

Vibre com a grande chance que você está tendo de resgatar trabalhando, ao invés de queimar seus débitos morais em situações graves de moléstias inibidoras, de vasto espectro, que costumam atacar os depredadores do tempo.

Meditação: A ti sobretudo, meu anjo guardião, que mais particularmente velas por mim, e a todos vós, Espíritos protetores, que por mim vos interessais, peço fazerdes que me torne digno da vossa proteção. Conheceis as minhas necessidades; sejam elas atendidas, segundo a vontade de Deus. (Cap. XXVIII, item 12, segundo parágrafo).

(De: "Para uso diário", de J. Raul Teixeira - pelo Espírito Joanes)

Um comentário:

  1. Gracias por compartir este maravilloso blog Con cariño Victoria

    ResponderExcluir

Um Sublime Peregrino

Um Sublime Peregrino