Um Sublime Peregrino

"É indispensável manter o Espiritismo, qual foi entregue pelos Mensageiros Divinos a Allan Kardec, sem compromissos políticos, sem profissionalismo religioso, sem personalismos deprimentes, sem pruridos de conquista a poderes terrestres transitórios." Bezerra de Menezes (Mensagem "Unificação", psicografia de Francisco Cândido Xavier - Reformador, agosto 2001)

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

“Reações espíritas”

“Reações espíritas”

Uma análise da postura perante às críticas ao Espiritismo

Participam do programa: Jorge avaro, Ricardo Galdino e Dermeval Carinhana

Editorial

Desde a época das mesas girantes, as manifestações espíritas têm sido alvo de ataques e críticas, a maioria deles sem quaisquer fundamentos teóricos e morais. Esse movimento de oposição seguiu por todo período chamado por Kardec de psicológico, em que o Espiritismo se estruturou como um conjunto de idéias e propostas coerentes, persistindo, em menor escala, até os dias atuais.

Perante eles, Allan Kardec, e muitos outros espíritas sérios e comprometidos, recomendavam moderação e bom-senso, afirmando que, se pedras tivessesem que ser jogadas, que não fossem pelos espíritas. Ainda assim, havia um classe de adeptos, chamada de “espíritas exaltados” por Kardec, a quem os conselhos de perseverança no bem não eram fortes suficientes para sufocar os próprios sentimentos egoístas.

O tempo mostrou, contudo, que o caminho da seriedade e confiança nos bons espíritos e no Criador era o único a ser seguido pelos verdadeiros espíritas. Bons exemplos não faltam, portanto, a nós, espíritas do século XXI.

Texto: Dermeval Carinhana

Um comentário:

  1. Sim. Temos que aprender e praticar a ponderação diariamente.
    Abraços

    ResponderExcluir

Um Sublime Peregrino

Um Sublime Peregrino